Skip to main content

Fotografar vida selvagem é um desafio.

Se aproximar cautelosamente , observando sempre a reação do animal é primordial pois é possível perceber sua tranquilidade ainda numa distância grande ou sua inquietação quando estamos muito próximos .

Achar o meio termo é a chave para uma boa foto.

Nessas imagens feitas na Patagônia Chilena , eu procurei me aproximar vagarosamente caminhando no início , depois agachado e mais próximo ainda já deitado no chão por dois principais motivos.

Nesta posição eu pareceria menor e menos ameaçador e poderia continuar me esgueirando até achar uma distância que fosse o ideal para minha lente, no caso uma Canon 200-400 mm f:4 IS e segundo e principal motivo, obter um ângulo de visão mais baixo possível o que me daria uma perspectiva muito mais interessante, próxima do próprio nível de visão do animal.

A posição também é excelente para estabilização do equipamento pois na maioria das vezes a lente fica com o colar do tripé apoiado no chão me garantindo imagens muito mais nítidas.

A camera usada foi uma Canon 1DX Mark II que me permite uma sequencia rápida de imagens caso o animal se movimente rápido ou exiba um comportamento interessante.